Unidade Terapia Intensiva

Unidade Terapia Intensiva
UTI
Loading...

quarta-feira, 1 de julho de 2009

medicamentos,(id,im,sc,ev), e sinais vitais

TERAPÊUTICA MEDICAMENTOSA

Cinco certos
- paciente certo (nome e leito);
- medicamento certo (olhar na prescrição);
- dose certa;
- via certa;
- horário certo.
Vias mais comuns
- ID, SC (horas);
- IM (15 a 30 minutos);
- EV (imediato).
VERIFICAÇÃO DOS SSVV
Temperatura:
- hipotermia: T 36º C;
- normotermia: T entre 36º e 37,4ºC;
- febrícula: T entre 37.5º e 37.7ºC;
- estado febril: T entre 37.8º e 38ºC;
- febre: T entre 38º e 39ºC;
- pirexia: T enter 39º e 40ºC;
- Hiperpirexia: T acima de 40ºC;
Desinfetar o termômetro.
Respiração:
- Eupneico: 16 a 22 mr/min;
- Bradipneico: < 16mr/min;
- Taquipneico: > 22 mr/min;
Pulso:
- P: 60 a 100 bat/min.;
Pressão arterial:
- normotenso: 120x80 a 140x90 mmHg
- hipotenso: < 90x60mmHg
- hipertenso: > 140x90mmHg
Fórmulas
Velocidade de gotejamento
Nº de gotas: volume (ml)
Tempo (h) x 3

Nº microgotas: volume (ml)
Tempo (horas)
20 gotas: 01 ml. 03 microgotas: 1 gota.


Nível normal de glicose no sangue: 80 a 100
Administração de Insulina
x= dose prescrita x seringa (1ml)
Dose do frasco
Escalpe heparinizado (EV, IM, SC)

- aspirar 0.1ml de heparina
- completar com 9.9 ml de água destilada;
- em seringa de 10ml (5.000UI por ml)
Penicilina

Ao diluir a penicilina, injetar 8ml de diluente para aspirar 10ml de solução final, o frasco ampola já contém 2ml de pó.

Medicação parenteral (ID, SC, IM, EV)

- frasco ampola: para retirar a medicação, injeta-se líquido no frasco e tira-se o ar, depois injeta-se ar e tira-se líquido.
Injeção intradérmica
- solução introduzida na derme para testes de sensibilidade e vacinas;
- volume máximo de 0.5ml;
- seringa e agulha de insulina (13x3.8);
- locais de aplicação: pouca pigmentação, poucos pelos, pouca vascularização e fácil acesso.
- Aplicação: fazer a antissepsia no local com álcool, distender a pele no local, introduzir a agulha paralela à pele ou à 15º com bisel para cima, injetar levemente (tem que fazer pápula), deve doer, não pode massagear.
Injeção subcutânea
- solução introduzida na tela subcutânea (tecido adiposo);
- para solução que não necessitem de absorção rápida mas sim contínua, segura, para que passe horas absorvendo:
v até 1.5ml de solução não irritante;
v tamanho da agulha: 10x6/7 (90º), 20x6 (30º), 20x7 (60º);
v não pode fazer pápula nem doer muito.
- locais de aplicação: toda tela subcutânea, preferencialmente parede abdominal, face anterior da coxa e do braço, dorso superior, menos indicado é o anterior do antebraço porque tem grande chance de pegar um vaso;
- aplicação: pinçar o local da aplicação com o polegar e o indicador, introduzir a agulha a 90º com a agulha curta, 30º em magros, 45º em normais e 60º em obesos; soltar a pele, aspirar e injetar lentamente, não massagear, não doer.
Injeção Intramuscular
- introdução da medicação dentro do corpo muscular;
- para introdução e substância irritante com doses até 5 ml, efeito relativamente rápido, pode ser veículo aquoso ou oleoso;
- a seringa é de acordo com o volume a ser injetado;
- a agulha varia de acordo com a idade, tela subcutânea e solubilidade da droga;
- agulhas: 25x7/8, 30x7/8;
- locais de aplicação: distantes vasos e nervos, musculatura desenvolvida, irritabilidade da droga (profunda), espessura do tecido adiposo, preferência do paciente.
Região Deltóide:
- Traçar um retângulo na região lateral do braço iniciando de 3 a 5 cm do acrômio (3 dedos), o braço deve estar flexionado em posição anatômica;
- Não pode ser com substâncias irritantes acima de 2 ml.
Região dorsoglútea:
- Traçar linha partindo da espinha ilíaca póstero-superior até o grande trocânter do fêmur, puncionar acima desta linha (quadrante superior externo);
- Em dorso lateral (DL): posição de Sims;
- Em pé: fazer a contração dos músculos glúteos fazendo a rotação dos pés para dentro e braços ao longo do corpo.
Região ventroglútea (Hochsteter)
- Colocar a mão E no quadril D, apoiando com o dedo indicador na espinha ilíaca ântero-superior D, abrir o dedo médio ao longo da crista ilíaca espalmando a mão sobre a base do grande trocânter do fêmur e formar com o dedo indicador um triângulo. Se a aplicação for feita do lado esquerdo do paciente, colocar o dedo médio na espinha ilíaca ântero-superior e afastar o indicador para formar o triângulo. A aplicação pode ser feita em ambos locais.
Região face ântero-lateral da coxa:
- Retângulo delimitado pela linha média anterior e linha média lateral da coxa, de 12 a 15 cm abaixo do grande trocânter do fêmur e de 9 a 12 cm acima do joelho, numa faixa de 7 a 10 cm de largura;
- Agulha curta: criança 15/20, adulto 25;
- Angulação oblíqua de 45º em direção podálica;
- Aplicação: pinçar o músculo com o polegar e o indicador, introduzir a agulha einjetar lentamente a medicação, retirar a aguhla rapidamente colocando um algodão, massagear por uns instantes.

Injeção endovenosa:
- Punção venosa é a introdução de uma agulha diretamente na veia em geral, ns veias superficiais dos membros superiores para colher sangue ou injetar soluções;
- Para ações imediatas, medicamentos irritantes no tecido muscular, volume da medicação;
- Locais de aplicação: mão, braço, perna, pé.
- Aplicação: escolher o membro, garrotear e usar manobras (compressas, membro para baixo, abrir e fechar as mãos), começar a puncionar distal para proximal;
- Colocar a luva de procedimento, fazer antissepsia, puncionar a veia com agulha inicialmente a 45º e dpeois paralelo a pele, o bisel deve ficar para cima, soltar o garrote, administrar o medicamento lentamente, retirar a agulha, promover hemostasia. NÃO REENCAPAR A AGULHA.

Venóclise
Método utilizado para infundir grande volume de líquido dentro da veia. Para administrar medicamentos, manter e repor reservas orgânicas de água, eletrólitos e nutrientes, restaurar equilíbrio ácido-básico, restabelecer o volume sanguíneo.
Local de aplicação: de fácil acesso, evitando articulações.
Material:
- soro;
- equipo;
- algodão com álcool;
- garrote;
- escalpe;
- adesivo;
- luvas de procedimento.
Procedimento
- Preparar o soro;
- Fechar o clamp do equipo, instalar o equipo, abrir e encher o equipo e fechar o clamp;
- Preparar rótulo do soro com os 5 cetos e assinar.
- Fazer tricotomia s/n;
- Garrotear o membro e fazer antissepsia;
- Colocar as luvas;
- Retrair a veia 4cm antes do local da punção;
- Retirar o garrote;
- Instalar o equipo, abrir o clampo;
- Fixar o escalpe;
- Fazer teste de refluxo e controlar o gotejamento.

11 comentários:

  1. OI jefferson meu nome é nadir sou de guarulhos sou auxiliar de enfermagem e estou cursando o téc.Ainda não trabalho na área mas estou em busca de oportunidade e sei que Deus vai me abençoarcomo vc mesmo diz sem Deus nada é possivel por isso sempre me coloco nas mãos dele.
    Agradeço por passar para nós estudantes um pouco do seu conhecimento,que Deus continue te abençoando,bjos!

    ResponderExcluir
  2. Continue distribuindo saber.Bom aluno é aquele que ensina.

    ResponderExcluir
  3. Acho muito importante, essa troca de conhecimentos. Aprendizado é por toda vida e não custa nada compartilhar. parabéns pela escolha de sua profissão que é a minha também. Enfermagem antes de ser uma belissíma profissão é um ato de amor e muita dedicação.bjossssssss.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo blog.
    É com pessoas assim que os grandes Hospitais devem contar!

    Deus te abençoe!

    Continue SEMPRE humilde na sua profissão e vida!

    ResponderExcluir
  5. gilmara apolinario14 de maio de 2010 15:41

    parabéns....precisava de algo do tipo....sua informação sera de grande ajuda..obrigada..que deus continue te abençoando!

    ResponderExcluir
  6. jeferson estou cursando o técnico de enferm.só quero dizer que vc é um verdadeiro profissional,continue colocando Deus acima de tudo e vc fará muito sucesso na sua vida!com muito carinho mirian saraiva freitas.....

    ResponderExcluir
  7. Parabéns adorei, é muito bem explicado e fácil de entender.

    ResponderExcluir
  8. Parabéns, vc nasceu para ensinar, Deus o abençõe.

    ResponderExcluir
  9. Parabéns!
    Muito bem explicado!

    ResponderExcluir
  10. parabéns. ass.juciana santos

    ResponderExcluir